Funil de Vendas do Marketing Digital: O que é e qual sua importância?

Por Alison Nunes / 28/09/2018 /

Confira o que é o funil de vendas do marketing digital, saiba como criar o seu e por que ele é uma ferramenta indispensável em uma estratégia efetiva de marketing digital!

O funil de vendas do marketing digital é um modelo estratégico que mostra a jornada do cliente, desde o primeiro contato dele com a empresa até o fechamento do negócio. Saber como funciona e como aplicá-lo é fundamental para garantir a efetividade nas suas ações de Marketing Digital.

O funil de vendas é formado por um conjunto de etapas e gatilhos cujo objetivo é dar suporte à jornada de compra das personas de uma determinada organização:

- Topo de funil está para o aprendizado e descoberta e reconhecimento do problema.
- Meio de funil está para a consideração da solução.
- Fundo do funil está para a decisão de compra.

O funil de vendas é o passo-a-passo, o método e processo que você vai desenvolver para atrair e engar sua audiência, gerando conversões através da internet. O conceito do funil é mesmo para todo tipo de negócio, porém, não é igual, pois os passos que são pensados e desenvolvidos para cada persona, eles podem ser bem diferentes para cada modelo e objetivos das empresas.

As etapas do Funil de Vendas

As etapas apresentadas as seguir são a base de qualquer Funil de Vendas, alinhado com o Planejamento de Marketing Digital da empresa, você pode aumentar exponencialmente seus resultados através da internet.


Atrair Visitantes

Nesta etapa, o foco é trazer visitantes para o seu site. Sem a geração de tráfego as etapas seguintes não existem.

Aqui você precisa produzir conteúdo relevante baseado na sua persona, ele pode ser produzido em diferentes formatos como artigos, e-books, vídeos, imagens entre outros e utiliza canais como motores de busca, blog e redes sociais para fazer com que ele chegue até seu público.

Toda ação que você faz na internet, irá gerar tráfego em seu site. Quando as pessoas acessarem sua página, você terá centenas de "visitantes estranhos" e por mais que você tenha dados demográficos sobre esse tráfego, você não sabe exatamente quem é a pessoa do outro lado e muito menos seu interesse quando acessou seu site, para que isso aconteça você deve criar meios de convertê-lo em um lead, próxima etapa do nosso funil.

Entenda como lead, um contato que pode vir a se tornar um cliente, um prospect como tratado em muitas empresas.

Converter Leads

Com certeza você já se deparou com aquele super conteúdo gratuito na internet, porém, para acessá-lo, foi preciso fornecer alguns dados como nome, e-mail e telefone. Neste momento, você acabou de deixar um "visitante estranho" e passou a ser um lead. Agora passaram a não só ter dados diversos sobre seu acesso, mas também, sabem quem você é e seu interesse no momento daquele acesso. Não necessariamente você é um bom cliente, pois nesse processo é normal converter curiosos, concorrentes e outros.

Para converter visitantes em leads você deve preparar e adequar seu site. O mais comum é a utilização de iscas digitais. Trata-se de conteúdos ricos e de extrema relevância para sua audiência como e-books, ferramentas, vídeo aulas, cursos, enfim, você oferece isso gratuitamente ao seu público em troca de alguns dados como nome, e-mail, telefone e outros de seu interesse.

Landing pages, formulários e call-to-actions são os canais onde na maioria dos casos ocorrem as conversões.

Uma dica extra é que quando aplique essa estratégia, você registre também a origem da conversão para mapear o interesse do contato no momento em que ele cadastrou, usando essa informação de maneira estratégica para oferecimento de conteúdos pertinentes.

Criar Oportunidades

Aqui o trabalho é converter seus leads em Oportunidades! Através de um processo de nutrição de leads, você pode identificar entre centenas de contato, quem são de fato seus potenciais clientes.

Crie conteúdos inteligentes, campanhas de relacionamento através de e-mail marketing e redes sociais para avaliar o lead scoring do seu lead e classificá-lo como um bom cliente.

Muitos leads convertidos em sua base podem vir a se tornar boas oportunidades, é importante você entender como funciona a jornada de compra do cliente para tentar identificar em que momento o mesmo se encontra. Em alguns casos, os esforços na nutrição de leads para gerar relacionamento e criar demanda deve ser maior para que guie um lead que está no inicio da jornada para o final.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Vender e fidelizar Clientes

Uma vez que identificou clientes em potencial em sua base de leads, você simplesmente precisa vender.

Criar chamadas de ação (call-to-action), criar fluxos de trabalho e engajamento social são ótimas sacadas.

Concluindo, esse é o exemplo de um Funil de Vendas Clássico. O objetivo é você ter um para sua empresa para que possa classificar sua base de contatos e focar esforços de venda em quem realmente está interessado por sua solução.
Compartilhe este post:

Deixe seu comentário